Controle de Processos

Notícias

Recebe Nossa Newsletter

Cadastre e fique por dentro de tudo o que acontece no universo jurídico.

Previsão do tempo

Hoje - Brasília, DF

Máx
28ºC
Min
20ºC
Chuvas Isoladas

Hoje - São Paulo, SP

Máx
33ºC
Min
20ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Rio de Janeiro, RJ

Máx
31ºC
Min
23ºC
Parcialmente Nublado

Justiça condena corretor de imóveis pela morte de idosa em Copacabana

O Conselho de Sentença do III Tribunal do Júri condenou a 38 anos de prisão o corretor de imóveis Uiliam de Jesus Pereira pelo assassinato da idosa Oaci Sena de Almeida, de 73 anos, no apartamento em que ela morava na Avenida Nossa Senhora de Copacabana, na Zona Sul do Rio. O crime ocorreu em 2018 e o corpo da idosa foi encontrado, já em decomposição, enrolado em um tapete. O julgamento foi presidido pela juíza Tula Corrêa de Melo, que fixou a pena máxima de 30 anos pelo homicídio triplamente qualificado, “por ter sido cometido por motivo fútil, com emprego de meio cruel e mediante recurso que dificultou a defesa da vítima, idosa, e atacada de inopino (de surpresa)”. O acréscimo dos oito anos ocorreu em virtude de reprimenda e o furto dos objetos praticado pelo criminoso, que voltou ao apartamento após o assassinato. A condenação será cumprida em regime fechado. De acordo com a denúncia, o criminoso atacou a idosa, em virtude de um comentário sobre a qualidade do seu trabalho como corretor de imóveis. Ela foi golpeada diversas vezes com a faca e sangrou até a morte. O relatório da denúncia apontou também uma personalidade sádica do corretor de imóveis, com desprezo pela vida humana, já que após o crime desceu do apartamento para fazer um lanche e planejar as suas atividades. Ele ainda enviou mensagens aos parentes da vítima, após o crime. Processo: 0020203-14.2019.8.19.0001 PC / MB
20/10/2021 (00:00)
Visitas no site:  2319363
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.